Categories: Gestão

5 dicas para o cálculo de lucro de serviços

Abrir uma empresa é um caminho para que as pessoas cresçam com seus esforços e desenvolvam um negócio próprio. Porém, muitas delas encontram dificuldades em seus projetos por não tomarem cuidados administrativos. Um dos itens que merecem atenção é o cálculo de lucro.

De uma forma geral, o lucro é o valor resultante das suas vendas subtraídos os custos de produção e operação da empresa. Portanto, para entender o lucro, é preciso conhecer bem alguns aspectos relativos ao negócio:

  • custo por serviços: o valor para executar um trabalho;
  • despesas fixas: o valor mensal para manter a sua empresa operando;
  • cálculo de lucro geral: mede o quanto sua empresa está lucrando;
  • margem de lucro: mede a porcentagem de lucro que obteve em suas operações, indicando o quanto sua empresa é lucrativa;
  • preço final de venda: determina o valor que você precisa cobrar para que a sua empresa pague as despesas e ainda tenha lucro.

Todo esses elementos têm influência direta no cálculo do lucro e são de grande importância para conhecer mais sobre a sua prestação de serviço e o que a leva ser rentável ou não. Determinando, assim, a viabilidade do negócio ou a necessidade de adequar os valores cobrados, redução de custo ou outros aspectos do negócio.

Para te ajudar na gestão financeira da empresa, explicaremos nos próximos parágrafos cada um desses tópicos necessários para o cálculo de lucro. Confira!

1. Custo por serviços

Para calcular o custo para cada serviço basta quantificar tudo o que engloba o trabalho: materiais, horas trabalhadas, mão de obra, transporte e outros insumos.

O cálculo da hora trabalhada é feito pela soma do salário com os encargos sociais. Depois, é preciso dividir pela quantidade de horas trabalhadas em um mês (em média, no Brasil, uma pessoa trabalha 40 horas por semana e 160 horas por mês).

A fórmula é: custo da hora = (valor do salário + encargos sociais) / 160.

Exemplo: um funcionário recebe R$ 1.000 de salário e os encargos sociais são de R$ 600. O custo da hora = (1000 + 600) / 160 = R$ 10.

O custos dos materiais diretos é calculado pela soma do preço de todos os materiais usados para fazer o serviço. A fórmula do custo unitário do serviço é: custo unitário = custo da mão de obra + custo do material.

Exemplo: 1 hora de serviço com R$ 30 de material. O custo por serviço = 10 + 30 = R$ 40.

2. Despesas fixas

Despesas fixas são aquelas que não variam de acordo com o que foi produzido ou vendido. Por exemplo, aluguel, energia elétrica, água, telefone, Internet, contador, funcionários, gás e outros.

Basta somar tudo e você terá o custo fixo mensal.

3. Cálculo de lucro geral

O lucro é obtido a partir da diferença entre faturamento e custo. A fórmula é a seguinte: lucro bruto = receita totais – custos.

Exemplo: a empresa tem custo mensal de R$ 2 mil e faturamento de R$ 5 mil. O lucro bruto = 5000 – 2000 = R$ 3 mil.

4. Margem de lucro

A margem de lucro é diferente do lucro. Essa fórmula mede a porcentagem de lucro que a empresa teve em relação as suas receitas. O cálculo é: margem de lucro = (lucro / receitas) x 100.

Exemplo: usando os números do tópico anterior: a margem de lucro = (3000 / 5000) x 100 = 60. Logo, a margem de lucro é de 60%.

5. Preço final da venda

Para determinar o preço de venda de um serviço é necessário considerar dois indicadores: custo do serviço prestado e markup (gastos que não estão inclusos no custo, como tributos e despesas administrativas). A fórmula fica assim: preço de venda = custo + markup.

Exemplo: usemos os números dos tópicos acima e consideremos R$ 7 em tributos. O cálculo fica assim: preço de venda = mão de obra + custo do serviço + markup = R$ 10 + R$ 40 + R$ 7 = R$ 57.

Viu só? Com as fórmulas e exemplos apresentados neste artigo, você tem uma ideia melhor de como fazer o cálculo de lucro da sua empresa.

Gostou deste texto? Então, que tal compartilhar essa informação com os seus contatos nas redes sociais?

Leave a Comment

Posts Recentes

Gestão Financeira: guia completo com dicas aplicáveis para PME’s

O que é gestão financeira e qual sua função dentro de um empreendimento? Em síntese, o papel da gestão financeira…

outubro 2, 2019

Como resolver os problemas da cobrança manual?

Dependendo do seu número de clientes, a cobrança manual pode atender bem às suas necessidades. Porém, com o crescimento do…

julho 22, 2019

8 motivos para automatizar cobranças na sua empresa!

Ter um Gestão de Cobranças eficiente é um desafio. Dada a complexidade de um processo manual, automatizar cobranças surge como…

julho 12, 2019

Como gerar boletos bancários? Aprenda aqui!

Não tem como negar: o Brasil é o país do boleto bancário. Criado em 1993 para mais segurança às rotinas…

junho 13, 2019

Descubra o que é a régua de cobrança!

A régua de cobrança é uma ferramenta de gestão financeira essencial para garantir um bom faturamento e, consequentemente, a redução…

maio 15, 2019

Como captar associados e financiar uma associação?

Costumamos dizer que criar é bem mais simples do que financiar uma associação. Após o desafio inicial da sensibilização de…

maio 2, 2019