Categories: Faturamento

Como o faturamento recorrente pode salvar o seu negócio

Os serviços por assinatura existem há algumas décadas, mas foi mais recentemente que o faturamento recorrente ganhou mais destaque. Um software as service (SaaS), por exemplo, funciona exatamente desse modo, trazendo benefícios e economia para quem contrata. Contudo, a sua empresa também sai ganhando ao recorrer a essa possibilidade.

Sendo estruturado corretamente, esse modelo de faturamento gera impactos financeiros e estratégicos no empreendimento. Mais do que isso, ele pode ser o responsável por financiar o crescimento e até por salvar a empresa.

Neste texto, apresentaremos alguns benefícios da recorrência para o seu negócio.

Gera a padronização de operações

Se o seu empreendimento funciona cobrando mensalidade, significa que todos os clientes escolheram um dos planos disponíveis e pagam um valor determinado por uma quantidade de serviços ou recursos.

Essa prática facilita a padronização da atuação de negócio. O grande benefício de criar um padrão é que fica muito mais fácil avaliá-lo, de modo a identificar gargalos e oportunidades. É possível entender, por exemplo, quais são os recursos mais usados pelos clientes ou qual é o plano mais popular.

A partir disso, essa ação de vender e de receber pode ser replicada e até automatizada, economizando tempo e ampliando a produtividade.

Permite a escalabilidade

Escalabilidade consiste na capacidade que um processo ou negócio tem para lidar com uma porção crescente de trabalho de maneira uniforme e sem queda de qualidade. Ou seja, significa estar bem preparado para o crescimento de sua organização ou sistema.

Em geral, tudo o que é padronizado pode ser feito em escala. Como não há grandes mudanças de uma etapa para a outra, há a chance de aumentar o volume de solicitações e de rendimento sem ampliar a estrutura.

O grande resultado vem na forma de escalabilidade para a empresa. Graças ao faturamento recorrente, você pode fazer com que o seu negócio cresça e se torne mais robusto sem aumentar os custos associados a essa tarefa.

Diminui os riscos empresariais

Se o empreendimento pode ser escalado, isso significa que ele consegue captar uma quantidade muito maior de clientes. Assim, expande sua carteira de assinantes, de modo a não depender de uma pequena base.

Esse fator leva a uma importante redução dos riscos empresariais. A inadimplência continua exigindo atenção, mas gera impactos menores para a continuidade do empreendimento, por exemplo.

Além disso, há maiores garantias quanto às finanças, de modo que o negócio consiga se comprometer com o próprio desenvolvimento.

Ajuda a prever receitas e tomar decisões

Existe um ganho importante quanto se detém a previsibilidade de receitas. Conhecendo o tamanho da base de clientes, os valores associados e outras métricas — como taxa de inadimplência e lifetime value (LTV) dos consumidores —, é possível fazer previsões financeiras certeiras.

Com elas, a gestão consegue saber quanto será o valor recebido a cada mês, o que aumenta a segurança. Assim, é viável criar provisionamentos, planejar as ações para captar mais clientes e até realizar investimentos.

A tomada de decisão, portanto, fica mais simples e apoiada pela certeza quanto ao recebimento financeiro.

Aumenta a rentabilidade

Depois do período inicial, os clientes ou assinantes entram no estado de manutenção. Ou seja, eles já sabem como usar os recursos, estão satisfeitos e precisam, apenas, do suporte eventual.

Ao mesmo tempo, continuam pagando o valor completo do plano no qual estão. Com isso, a empresa gasta menos para ter o mesmo faturamento por cliente, o que aumenta a rentabilidade.

Com um grande número de clientes, os resultados são contínuos e o empreendimento passa a atuar para garantir que o serviço continue sempre adequado, melhorando a própria rentabilidade.

O faturamento recorrente traz padronização, segurança e escalabilidade para o seu negócio. Assim, fica mais fácil fazê-lo crescer e mantê-lo no mercado a longo prazo.

Para não perder nenhuma informação e dica importante para a sua empresa, assine nossa newsletter e receba todos os nossos conteúdos!

Leave a Comment

Posts Recentes

Gestão Financeira: guia completo com dicas aplicáveis para PME’s

O que é gestão financeira e qual sua função dentro de um empreendimento? Em síntese, o papel da gestão financeira…

outubro 2, 2019

Como resolver os problemas da cobrança manual?

Dependendo do seu número de clientes, a cobrança manual pode atender bem às suas necessidades. Porém, com o crescimento do…

julho 22, 2019

8 motivos para automatizar cobranças na sua empresa!

Ter um Gestão de Cobranças eficiente é um desafio. Dada a complexidade de um processo manual, automatizar cobranças surge como…

julho 12, 2019

Como gerar boletos bancários? Aprenda aqui!

Não tem como negar: o Brasil é o país do boleto bancário. Criado em 1993 para mais segurança às rotinas…

junho 13, 2019

Descubra o que é a régua de cobrança!

A régua de cobrança é uma ferramenta de gestão financeira essencial para garantir um bom faturamento e, consequentemente, a redução…

maio 15, 2019

Como captar associados e financiar uma associação?

Costumamos dizer que criar é bem mais simples do que financiar uma associação. Após o desafio inicial da sensibilização de…

maio 2, 2019