Categories: Gestão

Como escolher um gerenciador financeiro?

Conduzir as questões que envolvem uma empresa nem sempre é fácil. Sem eficiência nisso, o resultado é a falência. O gerenciador financeiro pode ser um grande aliado para manter as informações organizadas, construindo uma base sólida para o crescimento do seu negócio.

Antes de definir com qual sistema trabalhar, é importante checar se a plataforma se adapta às necessidades da empresa.

Neste post falaremos um pouco mais sobre o assunto, trazendo informações importantes para a escolha do seu gerenciador financeiro. Confira!

Entenda melhor o que é um gerenciador financeiro

O gerenciador financeiro é uma solução digital para aqueles que precisam manter suas finanças organizadas. Ideal para analisar o fluxo de caixa e controlar recebimentos, despesas e cobranças de faturas.

Com essa ferramenta é possível acompanhar tudo de maneira clara e dinâmica, sabendo o que acontece em tempo real em uma interface muito fácil de ser operada. O pontapé inicial para dispensar processos complexos e arcaicos.

Com base nos registros da plataforma, a visão do administrador em relação ao quadro financeiro atual da empresa fica precisa. Isso possibilita decisões embasadas e seguras. Assim, o próximo passo será sempre dado com convicção, em prol do desenvolvimento e otimização do negócio.

Conheça as vantagens de contar com essa solução

Para entender como podem ser interessantes os sistemas de gerenciamento financeiro, é importante falar sobre suas vantagens. Ter à disposição essas ferramentas é contar com benefícios diversos.

Controle financeiro

Uma das principais necessidades das empresas é o controle do fluxo de caixa. É possível ter conhecimento sobre tudo o que foi recebido, sobre despesas e custos, além dos pagamentos pendentes. O software dá base suficiente para a boa atuação dos administradores.

Fácil acesso aos dados

A organização eficiente dos dados permite que informações relevantes para as finanças da empresa sejam acessadas de maneira rápida e descomplicada, agilizando o trabalho no dia a dia.

Contando com uma plataforma hospedada na nuvem, você pode ter esse acesso de qualquer lugar. Basta ter acesso à internet.

Integração

No gerenciador é possível ter acesso a todas as informações relevantes para o setor financeiro da empresa em um ambiente só, sem precisar acessar planilhas e documentos específicos divididos por setores ou por entradas e saídas de recursos, por exemplo.

É possível ainda ter o cadastro dos clientes, modelos de documento e uma série de outras informações auxiliares para o bom funcionamento do setor financeiro.

Dados seguros

Utilizando as mais atuais tecnologias de segurança, essas ferramentas garantem a integridade dos dados. As contas estarão seguras de tentativas de ataques ou até mesmo da perda de informações. Em caso de qualquer dúvida sobre essa questão, há um suporte pronto para ajudar.

Saiba o que considerar ao escolher um sistema

A escolha do seu gerenciador financeiro precisa ser feita com base no negócio para qual ele oferecerá soluções, assim é possível obter a melhor experiência de uso e com resultados satisfatórios. Para isso, é importante se atentar a alguns detalhes antes de fazer a escolha.

Suporte ao cliente

Os gerenciadores são funcionais e descomplicados, o que dispensa instruções sobre como operar no sistema. Ainda assim há o suporte que está pronto para tirar dúvidas dos usuários constantemente. Ele também atende em casos de funcionamento inadequado.

Portanto, contratar um sistema que tenha um bom suporte é essencial para evitar dores de cabeça, principalmente, durante a fase de implantação.

Adequação ao modelo de negócio

É importante verificar se o gerenciador escolhido atende a todas as necessidades da sua empresa, ou seja, se ele oferece recursos suficientes para o dia a dia de trabalho.

Há ferramentas, por exemplo, que têm foco na cobrança de faturas, sendo ideais para negócios que cobram mensalidades de 70 até 1.000 pessoas, tendo essa como uma necessidade forte, apesar de ser algo simples.

Em contrapartida, é fundamental checar a necessidade de funcionalidades mais complexas e detalhadas. Se esse for o caso, a empresa deve procurar um gerenciador com maior amplitude de soluções.

Fácil operação

Tempo é dinheiro para os negócios, então é importante que tudo que esteja envolvido com ele seja dinâmico e otimizado. Por isso, escolha um gerenciador que seja fácil no uso cotidiano.

Perder tempo tentando aprender como operar é algo que não está em pauta! Por outro lado, com o auxílio do suporte durante a fase de implantação, você logo dominará o sistema e poderá usufruir da sua capacidade máxima.

Saber um pouco mais sobre como o gerenciador financeiro pode atender ao seu negócio facilita a escolha, não é mesmo? Agora busque um que se adapte à sua realidade!

Gostou de saber mais sobre o assunto e está buscando um gerenciador financeiro rápido, eficiente e simples? Entre em contato conosco para saber mais sobre nossos serviços!

Leave a Comment

Posts Recentes

Gestão Financeira: guia completo com dicas aplicáveis para PME’s

O que é gestão financeira e qual sua função dentro de um empreendimento? Em síntese, o papel da gestão financeira…

outubro 2, 2019

Como resolver os problemas da cobrança manual?

Dependendo do seu número de clientes, a cobrança manual pode atender bem às suas necessidades. Porém, com o crescimento do…

julho 22, 2019

8 motivos para automatizar cobranças na sua empresa!

Ter um Gestão de Cobranças eficiente é um desafio. Dada a complexidade de um processo manual, automatizar cobranças surge como…

julho 12, 2019

Como gerar boletos bancários? Aprenda aqui!

Não tem como negar: o Brasil é o país do boleto bancário. Criado em 1993 para mais segurança às rotinas…

junho 13, 2019

Descubra o que é a régua de cobrança!

A régua de cobrança é uma ferramenta de gestão financeira essencial para garantir um bom faturamento e, consequentemente, a redução…

maio 15, 2019

Como captar associados e financiar uma associação?

Costumamos dizer que criar é bem mais simples do que financiar uma associação. Após o desafio inicial da sensibilização de…

maio 2, 2019